Três coisas que aprendi após mudar para a Holanda.

Quando você muda de país você tem que ir de coração e mente abertos. Você vai aprender muita coisa nova, absorver muitas coisas diferentes e se adaptar ou não à cultura local. O processo de integração fica mais fácil se você for mais flexível em algumas coisas. Quando eu cheguei aqui existiam muitas coisas que eu falava: “não vou fazer isso NUNCA!” ou mesmo “não vou conseguir adaptar isso na minha rotina jamais”, hoje em dia vejo o quanto mudei e o quanto isso foi bom pro meu processo de adaptação.

Esse processo de mudança, adaptação e aprendizado será o tema da primeira blogagem coletiva do grupo de blogueiras Brasileiras na Holanda. Cada uma dividindo a sua visão, a sua experiência e os seus aprendizados.

Então, vou compartilhar com vocês as três coisas de uma lista enorme que eu aprendi após mudar pra Holanda.

1- Aproveitar um dia de sol como se fosse o último (e pode ser):

Quando você mora num país onde a média é 184 dias de chuva por ano você muda a relação com o sol. No Brasil sempre fugi de sol, era a chata da turma da sombra e praia significava guarda sol. Agora, depois de dois anos aqui, qualquer raio de sol é motivo pra “lagartixar” no sol. Saiu sol e você está procurando uma mesa em um bar ao ar livre? Boa sorte porque é quase missão impossível. Todos os bancos do parque também estarão lotados mas aí você faz uma holandice e se esparrama na grama ou se aconchega na beira de um canal, nada mal não é?! O segredo é aproveitar os dias de sol como se fossem os últimos porque você nunca sabe o que esperar do clima no dia seguinte.

2- Andar embaixo de chuva:

Na Holanda o meio de transporte mais comum é a bicicleta e ninguém é feito de açúcar MESMO. Como citei acima, num lugar onde chove tanto dias eu tive que aprender a pedalar embaixo de todas as condições climáticas possíveis. Guarda chuva é um item praticamente inútil aqui pois a intensidade do vento vai quebrá-lo em questões de segundos. A solução é vestir a sua capa de chuva, casaco impermeável com capuz e se encharcar encarar a água.

3 – Aparência não é tudo:

Aqui, diferentemente do Brasil, as pessoas dão menos valor à aparência. Não é que todo mundo ande “mulambento” mas não existe aquela cobrança de sempre estar com manicure e pedicure em dia, cabelo impecável e não usar roupas repetidas. As pessoas são mais tranquilas com relação a isso e é algo que me encanta.  Lógico que existem pessoas maldosas e que julgam os outros em todos os lugares mas essa necessidade de estar esteticamente perfeita aqui não existe. Quer usar bolinhas com listra? Pode! Quer usar calça floral e blusa de oncinha? Pode também. Pegou chuva no caminho e seu cabelo parece que saiu da centrifugadora? Tudo bem, todo mundo provavelmente pegou chuva e também não está impecável. Quão legal é você poder usar o que quiser, ser o que quiser e não ter de ouvir julgamentos dos outros?!

E após dois anos, continuo com meu coração e mente abertos para o aprendizado diário que essa terra dos moinhos tem pra me oferecer. Daqui um tempo volto e conto mais algumas coisas que aprendi vivendo aqui mas enquanto isso, vamos conferir os posts dessa blogagem coletiva das blogueiras Brasileiras na Holanda:

Ana de Amsterdam!

Bailandesa.nl

Beyond Windmills

Blog Metamorfose Fashion

Little Jujuba

Vivendo na Holanda by Carol Alves

Melissa na Holanda

Diário de Prato

Holandesando

The Nerdylands

Um beijo e até o próximo post.

Anúncios

2 comentários em “Três coisas que aprendi após mudar para a Holanda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s